Movimento feminista e academia articulados no Brasil

Tags: 

Até agora são sete mil pessoas inscritas para o Seminário Fazendo Gênero.

Seminário organizado pelo Instituto de Estudos de Gênero (IEG) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), que está em sua 11ª edição e este ano será realizado juntamente com o 13ª Women’s Worlds Congress (Congresso Mundo de Mulheres), um seminário internacional que acontecerá pela primeira vez na América do Sul. 

"Transformações, Conexões, Deslocamentos" é o tema que pauta os encontros, debates, tendas, feiras, fóruns e espaços de troca que terão lugar no campus da Universidade.  Longe de cerrar-se na academia e em debates teóricos, desde o início o encontro está sendo construído junto com o movimento feminista, com representantes como a militante da Articulação de Mulheres Brasileiras e educadora do SOS Corpo, Analba Brazão. Ela compõe a comissão organizadora dos Fóruns de Debate dos Movimentos Sociais com a missão promover reflexões sobre as ações dos diferentes ativismos e feminismos contemporâneos, estimulando o fortalecimento das redes e movimentos. 

Além deste espaço pensado prioritariamente para o movimento social, o Fazendo Gênero Mundo de Mulheres prevê em sua programação diversas outras atividades de intercâmbio que acontecem através de Comunicações Orais em Simpósios Temáticos, Minicursos, Oficinas, Pôsteres, Mostra Audiovisual, Exposição Arte e Gênero, Mostra de Fotografia e Tendas. As mesas principais contam com apresentações de diversas áreas do conhecimento, tal qual diversas geografia estão representadas falando sobre arte, linguagem, saúde, violência, política, mídia, filosofia, geografias e pautando também autorganização, militância, ativismo, história do movimento, feminismo negro e mulheres rurais. A programação completa das 18 mesas está disponível no site do Congresso

Haverá também três tendas permanentes no campus onde estarão acontecendo as atividades. Na Tenda Mundo de Mulheres, está sendo planejada uma roda de conversa sobre articulações que culminaram no 8 de março desde ano e conta com participação da Articulación Feminista MarcoSur, Ni Una a Menos e Articulação de Mulheres Brasileiras. A Tenda Feminista está sendo produzida para abrigar exposições de materiais de todos os coletivos feministas presentes, além de ser um espaço de economia criativa e solidária, onde as mulheres poderão expor e comercializar sua produção autoral e artesanal. Para primeiros socorros e outros cuidados, uma Tenda de Saúde também estará à disposição das inscritas no Seminário. 

E para dar visibilidade para as questões discutidas durante o Seminário, outra comissão com grande participação do movimento feminista está organizando uma ação de incidência na cidade. As mulheres estão sendo convocadas para produzir cartazes, levarem bandeiras e, no dia 2 de agosto, sair do campus da Universidade e tomar as ruas do centro de Florianópolis, numa Marcha Internacional por Direitos. A concentração acontecerá no terminal de ônibus e seguirá em caminhada pelo centro. O Congresso acontecerá de 30 de julho a 4 de agosto na UFSC, na cidade de Florianópolis, no sul do Brasil. 

 

Fazendo Gênero & Mundo de Mulheres